O passo acertado

Muitos dias vão se passando e a cada hora nos aproximamos mais e mais da esperança que nos anima.

Tempo de alegria e de paz está a nos aguardar no porvir.

Como ter esta certeza?

Ora, basta observar as pequenas criaturas de Deus.

Quantas pessoas observam os astros  e as nuvens para saber como será o tempo. Outras observam os insetos. Aranhas com suas teias, a paquinha quando desentoca. A formiga carregando alimento para o formigueiro.

São indícios de chuva, tempo frio, seca e assim por diante.

Como criaturas pressentem os tempos e nós não?

Com a sabedoria que nos proporciona o criador nós poderíamos ao menos sair de casa precavidos duma mudança repentina.

Os ventos sopram onde quer Deus. Não sabemos de onde vem nem para onde vai. Traz algo de si e leva algo de nós com ele.

Hoje escrevo para comentar sobre decisão e intenção. Com uma singela florzinha deste franciscano de espírito e coração.

A formiga travessa

No dia estipulado houve uma reunião das formigas. Tudo estava preparado. Todas já haviam frequentado o curso intensivo do momento: como abastecer o formigueiro em dez passos principais.

Agora era o momento de traçar  as diretrizes anuais. Uma a uma iam recebendo sua ordenação da formiga chefe. Menos a mirradinha Florência. Esta tinha um defeitinho. Seus ‘bracinhos’ mal suportavam o peso do corpo. Que tragédia! Uma vida percorrida, curso feito e nada de missão.

Então, chamaram a pobrezinha para um canto e assim disseram:

“-Querida filha, tu tens um trabalho diferenciado do comum das tuas companheiras. Suportas pouco peso nos teus membros, mas na esfera das formigas cada uma tem seu valor. Sabendo da tua importância, lembramos de consultar a formiga rainha qual seria sua tarefa. Ela disse que hoje dormirá um lindo sono e em breve receberá asas.Tu serás uma formiga alada. Sobrevoará o formigueiro. Estarás a contemplar o mundo de forma diferenciada.”

Esta Florência não cabia de felicidade. Já ouvira dizer das tais formigas voadoras, mas acostumada a olhar só para seu problema, mal intuía que ela própria tinha latente a solução.

Vez ou outra vemos uma formiga voejando. Agradecemos ao criador por não botar asas em escorpiões e outros insetos que nos apavorariam.

Florência como formiga livre e feliz veio voando me contar que quando se quer ajudar, asas não hão de faltar.

Faça hoje mesmo a livre decisão.

Onde há coração e intenção no bem, aí está Deus a nos auxiliar em realizá-lo.

Helder Camaraformiga

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s