Estado de espírito

Como vou? onde estou?

Paraíso é um estado de espírito.

Estando no Brasil ou em outras partes do mundo estava no paraíso. Agora, em espírito, sinto-me constantemente em busca. Procurando agir em conformidade com a ânsia de estar com Jesus Cristo, o Amado de nossas vidas.

Veja um trecho da poesia de Camões dirigindo-se à sua falecida amada:

“Alma minha gentil que partiste

Tão cedo desta vida descontente,

Repousa lá no céu eternamente

E viva eu cá na terra sempre triste.”

É difícil rimar partiste com triste, descontente-eternamente.

O encontro e a presença mesmo que em figura são importantes para seres em evolução como nós.

Tive uma vida longeva e agradeço a Deus por isto. No estado de erraticidade ou no espaço em que habito posso transitar por várias camadas de percepções.

Continuo a buscar a Deus como na vivência fugaz com nome Helder. Logo, serei feliz ou triste pela morte? Ou este estado de espírito pode-se cultivar estando encarnado?

A vida é para a alegria. Em todos os planos . Alegria maior temos quando podemos vislumbrar um caminho que leva a Deus. Caminho justo e pacífico. Lúcido e audaz.

Desde o início da comunidade dos seguidores de Jesus Cristo, todos eram exortados à alegria espiritual. Isto quer dizer: o Estado do Espírito que acolhe o outro Espírito vivente na carne ou não.

Nós, os espíritos, estamos aí para intuir caminhos, enviar mensagens. O Espírito de Jesus manifesta-se muitas vezes para não permitir que erros aconteçam.

Muitos podem me perguntar: como ser alegre ou ter alegria num momento de sofrimento e incompreensão?

A alegria do Espírito , a presença de Espírito a recebemos numa palavra amiga, num encontro fraterno. Onde reconhecemos o amor de Deus a nós dedicado e revelado pelo irmão.

Nada supera e substitui o ser, o estar presente e nada altera o espírito capaz de alegrar-se com a vida.

Jesus nos aponta o Consolador. Saibamos seguir sua indicação. Para que , assim, não necessitemos dar passos para trás, nem ficar olhando para baixo e querendo que vontades mesquinhas apoderem-se de nosso tempo e vontade.

Maria serviu o vinho da alegria na festa de casamento em Caná. O Vinho Novo, melhor que o velho  é Jesus Cristo. Bebendo e confraternizando-se partilharam da alegria que não tem mais fim que é a presença do Mestre de nossas vidas.

Querida mãe, Maria Santíssima! Que bom que trazes para nós hoje, o Vinho Novo e a alegria do conhecimento de seu Filho Bem Amado!

Ajuda-nos, Senhora! A não perdermos a oportunidade presente de sermos alegres anunciadores da Boa- Notícia da Vida Plena do Espírito! Paz!

Helder Camara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s