O Trono de César e o Burrinho de Jesus

Estamos iniciando a semana santa e quero deixar o meu abraço a todos que esperam e anseiam pela Vida Nova que o Cristo nos traz com sua Páscoa.

Pelo título já podemos antever que o poder humano e o poder divino diferem em muitas coisas. Césares passam, seu trono pode mudar e ficar mais refinado. Até retornar à simplicidade, mas continuará sendo o Trono daquele que governa, que dita ordens, que toma decisões. Jesus, ao contrário, preparava uma janta para sua despedida?! Como nasceu, Jesus morreu : Pobre e Silenciosamente. Ao escolher uma manjedoura apontou para o dever de deixar que o burrinho/ jumento e o boi vissem o Salvador. Ele não mudou o que sobre Ele estava escrito nas escrituras desde o tempo de salomão: ” – E tu, Belém, não é a menor das cidades…”

O Salvador esperado, o Messias prometido, a Pedra Angular se pôs a caminho muito antes de se pensar que existiríamos. Então, pobre foi sua vida. Quero dizer, aguardado como aquele que libertaria o povo judeu. Porque eles queria um grande Rei, que fosse forte e dominador!

O povo, como sempre, carece de um pouco mais de reflexão ao pedir um líder; e, quando este aparece, carece de ser um apoio ou um parceiro pra consolidação dum projeto de vida e melhoria para todos. Vocês querem o Enviado de Deus que virá montado num jumento? Então, Sou eu!  E o povão a exclamar: Hosana, o filho de Davi! Que recordação bonita! O Rei Davi. Mas, a autoridade de Jesus extrapola a nossa limitada compreensão de autoridade, governo e realeza.

A liberdade está no interior de cada ser humano. Ninguém pode governar o coração de outra pessoa. Podemos exaltar com a boca dizendo Jesus é o nosso Rei e, ao final da semana dizer: crucifica Jesus, liberta Barrabás.

O coração humano continua volúvel. Mas, voltando ao burrinho e à entrada triunfal de Jesus em Jerusalém.

Vamos a Ele com os Ramos de Oliveira, com alegria e muita paz!

A oliveira alimentava e ainda hoje é aquela árvore que nos dá o óleo reconfortante para fortalecer-nos. Apanhar ramos de oliveira e alçá-lo ao alto acenando para Jesus requer um desprendimento e uma vontade de mudança.

Falta a perspicácia pessoal de ver as consequências de muito alarde e pouca ‘sustança’ ( substância )!

O que me ergue, ou, qual a minha convicção profunda?

Que será que Jesus pensava ao passar pela pessoas e ser saudado como Rei?

Montado num burrinho!

Todos dizem que é a humildade de Jesus. E a multidão ainda hoje não segue a humildade do Cristo. Alguns entendidos diziam que é o sinal para o povo Judeu reconhecer o seu Senhor que viria. E ainda hoje não o reconhecem. Profeta, Rei, Pastor… Crucificado seria e foi. Expatriado, Mal visto, Difamado, Traído. Assim pensamos daquele que subiu a Jerusalém para a ‘Festa da Passagem’.

Como será a nossa Passagem no mundo da matéria?

Lembremos de tantos outros ensinamentos de Jesus que relembramos esta semana.

” Amai-vos uns aos outros. Façais aos outros o que quereríeis que vos fizessem a vós”.

O Amor é a lição da Páscoa. O serviço, a doação, a misericórdia, a paz.

Sigo Jesus simples, Filho de Maria e de José. Ele não é super-star nem aparece na TV para suscitar minha compaixão e arrependimento. Ele está ao meu lado. Pega o avental e a bacia, amarra o pano na cintura e lava os meus pés. E depois manda que eu faça o mesmo:

“Se eu, vosso meste e Senhor, vos lavei os pés. Lavai os pés uns dos outros. Eis a lição que vos dei”.

Que nas dores da crucifixão de Jesus nasça uma nova humanidade concebida para ser amor-caridade no universo!

A paz!

Helder Camara

 

Um comentário em “O Trono de César e o Burrinho de Jesus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s