Finados

Perguntam aos padres por que desta data de finados. Muitos respondem que é para que se tenha oportunidade de cultuar ou rezar pelos falecidos.
Mas, para mim, aqueles que já partiram para outra vida não querem somente orações, como também respeito pela sua memória.
Não podemos simplificar e reduzir a vida de uma pessoa em poucas palavras. Como, por exemplo, dizer: fulano foi um bom rapaz, ciclano não prestava porque fazia isto ou aquilo.
Quando for a hora desta pessoa (que teceu estes comentários) partir deste mundo, como a julgarão? O que dirão e repetirão ao longo de vários finados?
Lembremos que o Reino de Deus começa na Terra e perdura na eternidade. A vida na carne é fugaz. Mas o Espírito permanece vivo. Então, como o Espírito de um ente querido reagirá com considerações de alguém que tem um ponto de vista limitado e reage de uma maneira que destrói a reputação alheia ou não enxerga o quanto está sendo injusto. Que sabemos da existência do outro para que ponhamos um termo nas suas atitudes e os julguemos de uma maneira definitiva?
Podemos evoluir no Plano Espiritual.
Vejam o exemplo do finado Jesus. Nos Evangelhos dizem de como cada pessoa reagiu à morte e depois à aparição de Cristo no Jardim ; depois, no Cenáculo – no livro dos Atos dos Apóstolos.
Como não perceber que estamos diante de algo muito maior que a vida material? Jesus disse à mulher que primeiro o viu na manhã de domingo: “– Não me detenhas!” (Jo 20,17)
Peço, então, aos queridos irmãos: não detenhamos a imagem cristalizada de ninguém. Nem para abençoar, nem para amaldiçoar.
Diante de túmulos diversos haverá pessoas a valorizar os feitos de um e, outros, repudiarão estas mesmas ações que o defunto houvera praticado. Haverá aqueles que não têm mais um endereço de sepultura, mas que receberão as influenciações dos pensamentos alheios.
Colhamos com respeito e amor a flor de nossa gratidão pelos entes queridos que nos precederam; e depositemos aos pés de Cristo que vive e reina para sempre.
O Pai, que tudo sabe, haverá de nos recompensar com uma memória favorável.
Abraços, Hans e Helder Camara.

2 comentários em “Finados

  1. Prezado Dom, permita-me continuar sendo seu leitor assíduo. Agora através de outra ilustre trabalhadora. Parabéns pelo trabalho, Maria Antonieta.

    É isso, será um prazer enorme lê-lo as quintas feiras também. Com mais tempo agora, será que o senhor vai abrir espaço para perguntas? Eu teria tantas. Fiz uma vez, mas não saberia se é oportuno e cabível minhas indagações.

    De qualquer forma, um abraço bem forte a todos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s